domingo, 23 de setembro de 2012

À espreita




















A espiã
de olho gordo
ceva
o corpo exposto,
decepa
o alvo vermelho

no centro
de sua recusa,
predadora oculta,
cerca de escuro
a presa,
serve-se,
com requinte
de cortesã,
de luz e sombra
para abocanhar
a carne do último lobisomem.

Um comentário:

  1. Apesar de todas as metáforas utilizadas, consegue-se ver lobisomens, olhos gordos e cortesãs de hoje.
    [] Célia.

    ResponderExcluir