quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Círculo negro



























Os que rezam de mãos postas
morrem de pés juntos
os que vivem de braços frouxos
gritam de olhos cegos
os que traem de joelhos roxos
fedem de boca murcha
os que lambem faces sujas
cantam de ouvidos turvos
os que guardam línguas falsas
falham de pernas curtas
os que cavam coração fóssil
dançam de dentes podres
os que erguem punhos lassos
correm de cabeça pênsil
os que rezam de mãos postas
morrem de pés juntos.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário