quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

FÁRMACO ZERO UM

Imagem retirada do blog santoremedio-poesia.blogspot.com.br



Cápsula poema 20 mg
Dose única
Tomar depois da chuva

“Para moléstias amorosas:
mordaça, morfina, tesoura,
meia xícara de vinagre,
20 ml de acetona.

Coloque os líquidos
em vasilha com lâmpadas queimadas.
Injete a morfina no lado do peito
onde a tatuagem de um nome
pulsa em ondas.
Use a mordaça
para recolher
as marés e o amargor das palavras.
Depois corte qualquer esperança
com a tesoura,
deixe os recortes de molho
por vinte anos.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário