terça-feira, 4 de junho de 2013

4 haicais

























*

Canta o rio doce
perfume de primavera.
Passam flores mortas.

*

A cobra olha o rato
aérea, descuidada. Balança
a morte na mata.

*

Não se vê no céu
reacender-se a lua cheia;
sempre outro o luar.

*

Um gato angorá,
ainda agora bem aqui,

já não mais se vê.


Nenhum comentário:

Postar um comentário