quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Périplo

René Magritte

























José Antônio Cavalcanti



Mãos na proa,
          na popa,
          nos pomos,
          na polpa.


No púlpito
mãos pulsam
entre pecados e impulsos.

2 comentários:

  1. Uma reflexão verbal e extraverbal de um sábio mesmo! Parabéns!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir